A comunicação é fundamental dentro do mundo corporativo e, por conta disso, muitas organizações estão sempre de olho nas tendências de Telecom para os próximos anos, visando à preparação para as mudanças.

Em um mundo cada vez mais conectado, quem recebe e distribui informação com mais eficiência acaba gerando maiores vantagens competitivas no mercado e obtendo melhores resultados em relação aos concorrentes.

Por conta disso, há um interesse especial em tecnologias de Telecom. Por isso, criamos este post para trazer para você as principais tendências do setor e o que o futuro da comunicação nos reserva. Boa leitura!

1. Mobilidade corporativa

As tecnologias trouxeram várias possibilidades e uma delas é a mobilidade, alcançada por meio do emprego dos dispositivos móveis, cada vez mais comuns hoje em dia no meio corporativo, permitindo o livre deslocamento dos colaboradores.

Podemos esperar uma expansão ainda maior do uso dessa tecnologia e dos serviços ofertados pelas empresas de Telecom. Segundo dados publicados pelo IBGE e divulgados no portal de notícias do G1, os dispositivos móveis já são responsáveis por cerca de 80% dos acessos à internet no Brasil, o que demonstra a importância de investimentos na área.

No entanto, a demanda por mobilidade não se faz apenas no dia a dia das empresas em suas atividades internas — é preciso também ofertar acesso móvel aos clientes.

Por exemplo, no contexto de um hotel, uma infraestrutura que permita a utilização da internet por parte dos hóspedes em todas as áreas do estabelecimento não é apenas um opcional, é algo fundamental hoje.

2. Inteligência Artificial

O uso da IA vem chamando a atenção nos últimos tempos devido à grande quantidade de possibilidades que a tecnologia permite. Muitas organizações estão investindo em pesquisas para utilizar a Inteligência Artificial no engajamento do cliente.

As assistentes virtuais, como Siri e Cortana, já fazem sucesso facilitando o trabalho de vários profissionais e, até mesmo, o nosso dia a dia, mas novas utilizações para atendimento ao cliente estão se tornando comuns.

O objetivo dessas ferramentas é fornecer uma interação contextual e personalizada aos consumidores ou colaboradores. Isso permite que a empresa reduza custos de operação, uma vez que menos funcionários serão necessários para o atendimento, aumentando-se a satisfação de quem utiliza o serviço.

3. Sistema integrado

O compartilhamento de informações é algo comum e, hoje, as empresas precisam que todas as suas ferramentas compartilhem dados de forma eficaz e integrada para evitar duplicidades e retrabalho.

A integração entre sistemas é uma forma mais eficiente de trabalhar e gerar resultados, sendo que um exemplo muito comum é o ERP, uma plataforma de gerenciamento que agrega informações acerca de várias áreas da empresa.

Essa é a principal ideia por trás da telemetria, solução utilizada para permitir que diversos equipamentos comuniquem-se, usada principalmente em dispositivos móveis. Dessa forma, a comunicação entre todos os aparelhos gera uma grande gama de informações relevantes para a gestão.

A consequência do uso de uma ferramenta como essa é um suporte muito mais confiável, que permite identificar quaisquer riscos e aproveitar as oportunidades.

4. Banda larga móvel

A banda larga é constituída de serviços de alta rapidez e disponibilidade, geralmente, provida por meio de cabos, que permitem o acesso ilimitado a dados na internet. Porém, essa ainda é uma realidade um pouco diferente do conceito atual voltado para mobile.

A maioria das operadoras ainda fornece um serviço um tanto quanto limitado para dispositivos móveis quando falamos em banda larga. Isso acontece, principalmente, por conta da infraestrutura atual, e das tecnologias de comunicação móvel.

Contudo, o jogo está para mudar com a chegada da internet 5G, um novo conceito de comunicação mobile, que promete ser muito mais rápido, permitindo que as operadoras possam fornecer planos muito melhores em termos de acesso para dispositivos móveis.

Esse conceito também pode aumentar o número de equipamentos dentro do universo da Internet das Coisas e também fomentar a mobilidade dentro das organizações.

5. Bring Your Own Device

Com a chegada das tecnologias mobile, manter vários dispositivos dentro do ambiente da empresa se tornou algo comum, sendo que esse contexto fez surgir o BYOD — Bring Your Own Device —, uma metodologia de gerenciamento que prega o uso dos dispositivos pessoais dos colaboradores no ambiente de trabalho.

Esse modelo é cada vez mais adotado no ambiente corporativo, principalmente para minimizar os custos da compra de vários equipamentos, aproveitando os aparelhos em posse dos colaboradores. O desafio aqui é realizar um controle e um gerenciamento de todo esse ambiente.

Apoiados por outras tecnologias, como a computação em nuvem, os conceitos de mobilidade podem ser empregados ainda com mais força, permitindo que o trabalhador tenha acesso a todos os arquivos de qualquer lugar e realize suas atividades de forma remota. Ainda existem várias outras vantagens que fazem esse modelo de administração de dispositivos ser cada vez mais adotado, contudo, como dito, é necessário discutir muito sobre como implementar essa metodologia com efetividade.

6. Telefonia digital

VoIP e telefonia IP são duas tecnologias em ascensão que permitem transformar qualquer chamada telefônica em sinais digitais para, logo após, transmiti-los pela internet.

Isso garante uma comunicação mais eficaz e com menores custos, afinal, aproveita-se toda a infraestrutura de rede sem a necessidade de instalar linhas telefônicas tradicionais.

Além disso, outras vantagens são a possibilidade de realizar conferências, compartilhar informações, como arquivos, durante a chamada, enviar mensagens de texto e fazer videochamadas gratuitas.

Essa tecnologia permite realizar reuniões com clientes, ou entre funcionários, sem precisar deslocar-se para isso, permitindo o trabalho remoto em modelo home office.

7. Internet das Coisas

Uma das maiores revoluções da internet é a Internet das Coisas — o conceito de que dispositivos serão livres para trocar informações entre si e em conjunto com uma base de dados comum. Algo que era, até pouco tempo, apenas uma tendência já vai se tornando realidade.

Isso porque as novas tecnologias de comunicação permitem que a transmissão de dados por parte dos dispositivos aconteça de forma mais rápida e sem erros, garantindo a criação de um ambiente seguro.

Essas são apenas algumas das principais tendências de Telecom. Com a crescente importância e demanda por efetividade em comunicação e troca de informação, ainda podemos esperar por muita inovação e novas ferramentas nos próximos anos.

Ainda não acabou. Temos outro artigo incrível para você: confira como otimizar a gestão de telefonia!