Tempo de leitura: 2 minutos

Você sabe qual é o seu custo de aquisição de clientes (CAC) hoje? Não? Pois saiba que talvez sua empresa esteja gastando muito mais para atrair consumidores do que o retorno que tem vendendo seus produtos e serviços para eles, gerando prejuízo.

Estamos na era da informação e tudo pode ser mensurado com muita precisão, inclusive os gastos que sua empresa tem para gerar leads e fechar negócios, servindo como base para identificar problemas em suas ações de venda ou modelos de negócio.

Neste post, nosso objetivo é mostrar o que é, realmente, o CAC e ensinar você a calcular esse indicador, verificando se sua empresa está gerando dinheiro ou perdendo. Continue conosco e confira!

O que é o custo de aquisição de clientes

Para alcançar seus clientes, é comum que muitas empresas realizem ações promocionais muito comuns, como a criação de folders, contratação de propagandas na TV, rádio ou algum tipo de mídia impressa e até mesmo o impulsionamento de publicações em redes sociais.

Então, o valor investido nessas ações de marketing entra no CAC — custo de aquisição de clientes. Esse indicador permite calcular todos os valores gastos para gerar um negócio.

As principais áreas das empresas que atuam com esse indicador são o marketing e as vendas, mas, a depender do modelo de negócios, isso pode variar. Essa média é muito importante, pois permite identificar se os investimentos realizados na aquisição de novos clientes estão realmente valendo a pena.

Como calcular o CAC

Antes de iniciar o cálculo do CAC, é preciso que você conheça muito bem todo o seu processo de vendas, identificando todos os gastos realizados ao longo dele, afinal, são esses valores que constituirão o custo médio.

Entre os itens mais comuns que fazem parte dessa lista de gastos, estão:

  • salário dos colaboradores;
  • comissões por venda;
  • treinamentos;
  • aquisição de ferramentas e softwares;
  • compra de mídia paga e anúncios;
  • participações em feiras e eventos;
  • assessoria de imprensa;
  • criação e distribuição de materiais impressos;
  • viagens e outros deslocamentos de visita;
  • contatos telefônicos;
  • entre outros.

Após ter o controle e recolher dados sobre todos os itens que envolvem o seu processo de vendas, é preciso determinar o período a ser calculado — geralmente, um mês.

Depois disso, o cálculo é muito simples. Ele é constituído de uma média entre os valores investidos em um determinado período. Se, por exemplo, com o investimento de R$ 100 mil, no mesmo espaço de tempo, a empresa atraiu 100 novos clientes, o custo ficou em R$ 1 mil por cada.

Como reduzir o CAC

O cálculo do CAC é fundamental para entender o impacto de seus custos na aquisição de novos clientes, permitindo o ajuste e a manutenção da saúde financeira de sua empresa.

Entre as principais dicas para diminuir esse custo, podemos indicar:

  • segmentação da base de dados: dividir os clientes conforme suas preferências permite a criação de campanhas mais eficientes e menos custosas;
  • melhora do relacionamento com o cliente: fidelizar clientes é mais barato do que adquirir novos e pode aumentar a rentabilidade da empresa;
  • acompanhamento constante: a qualquer momento, a situação pode mudar e ações de sucesso podem perder a eficácia — por conta disso, é preciso manter a constante avaliação dessa métrica.

O cálculo do custo de aquisição de clientes é uma ótima forma de verificar se suas ações de marketing e vendas estão realmente funcionando, permitindo ajustar suas estratégias da melhor forma possível.

Gostou do artigo? Ajudou? Deixe um comentário pra gente.